Atendimento Clínico Individual para Casais Familiar para LGBTQI+ para Grupos Específicos

De acordo com que o procura existem vários processos psicoterapêuticos

Faça o seu agendamento

Atendimento Clínico Individual para Casais Familiar para LGBTQI+ para Grupos Específicos

De acordo com que o procura existem vários processos psicoterapêuticos

Faça o seu agendamento

Meu nome é Cynthia de M.R. Andrade e sou Psicóloga formada pelo UniceuB, em Brasília.

Saiba mais

Meu nome é Cynthia de M.R. Andrade e sou Psicóloga formada pelo UniceuB, em Brasília.
Atuo na área clínica há mais de dez anos. Tenho especialização em Análise do Comportamento e em Psicologia Positiva, além de diversos cursos na área da Psicologia, como: imersão à Prevenção ao Suicídio, Psicologia Positiva para Adolescentes, Extensão em Análise do Comportamento Aplicada.
Sou administradora e fundadora do grupo para mulheres, Entre Amigas, com forte atuação em Santa Catarina, unindo pequenas e grande empreendedoras a realizando workshops, palestras, encontros e feiras.
Tenho 45 anos, sou casada há 24 e tenho dois filhos, um de 20 e um de 17.

A CLÍNICA foi a minha escolha na PSICOLOGIA por me proporcionar um maior tipo de interação com meus clientes e por, eu mesma, ter me submetido ao processo terapêutico por 5 anos.
Durante todo o meu processo psicoterapêutico, me conheci, assim como aos meus limites, qualidades e defeitos. Desta forma, pude comprovar a eficácia do processo e as mudanças que ocorreram em minha vida de maneira geral, aprendendo a decidir, dizer não e ter a liberdade das minhas escolhas. A mudança durante o processo foi tão significativa, que até hoje, mesmo anos depois, ainda aplico as técnicas no meu dia a dia e com consciência, levo a vida de forma bem mais leve.
Escolhi a abordagem da Análise do Comportamento, pois, para mim, é a MUDANÇA COMPORTAMENTAL que nos livra de sofrimentos ou demandas que nos causam mal.

Num breve resumo: A ANÁLISE DO COMPORTAMENTO, DE SKINNER, estuda o comportamento humano a partir da interação entre o organismo (SUJEITO) e o ambiente que o cerca (QUE PODE SER: UMA PESSOA, A ESCOLA, A FAMÍLIA, POR EXEMPLO).
Assim, eu, enquanto psicóloga, priorizo observar, através do relato que o meu cliente me relata durante as sessões:
as condições ambientais em que ele vive,
suas reações à essas condições,
as consequências que essas reações lhe trazem e,
os efeitos que essas consequências produzem.
(processo denominado “tríplice contingência”).
(O cliente age no ambiente e o modifica, e é modificado pelo ambiente).

Depois de alguns anos de prática clínica, exclusivamente comportamental, conheci a Psicologia Positiva, que foca na saúde, na felicidade e no bem estar.
A teoria acabou me trazendo uma nova visão da dinâmica da Psicoterapia, enfatizando potencialidades e tirando o foco dos transtornos e doenças. É uma vista deliciosa da saúde mental e do equilíbrio emocional.
A psicologia positiva ajudou bastante a prática da analise do comportamento, pois, hoje, dependendo da demanda, pré seleciono a abordagem que poderá dar um melhor resultado e que for mais conveniente ao processo de cada cliente.

Ajudar as pessoas a saírem do sofrimento em que se encontram e tornar suas vidas mais produtivas e funcionais, tornou-se minha missão de vida.

Psicoterapia é com Psicólogo. – Cuide de você.

Especialidades

Principais tratamentos na área da Psicologia

  • Ansiedade

    A ansiedade é um transtorno mental que afeta pessoas de todas as idades. Conheça a seguir os sintomas, diagnóstico, tratamentos e quando é necessária a internação psiquiátrica. A ansiedade excessiva pode se tornar uma doença (CID 10 F41.1), conhecida como transtorno de ansiedade generalizada. Este quadro faz com que a pessoa apresente sintomas de preocupação e medo extremo diante de situações simples da rotina.

  • Transtorno Alimentar

    Os Transtornos Alimentares são caracterizados por perturbações no comportamento alimentar, podendo levar ao emagrecimento extremo (caquexia – devido à inadequada redução da alimentação), à obesidade (devido à ingestão de grandes quantidades de comida), ou outros problemas físicos. Os principais tipos de Transtorno Alimentar são a Anorexia Nervosa e a Bulimia Nervosa, e ambos têm como características comuns: uma intensa preocupação como o peso e o medo excessivo de engordar, uma percepção distorcida da forma corporal, e a auto-avaliação baseada no peso e na forma física. Alguns autores caracterizam os Transtornos Alimentares como síndromes ligadas à cultura de determinadas sociedades. O que evidencia esta hipótese é o fato de que a Anorexia e a Bulimia têm uma prevalência maior entre mulheres jovens de países ocidentais, principalmente as que pertencem às camadas sociais mais privilegiadas.
  • Estresse

    Estresse é uma resposta física do nosso organismo a um estímulo. Quando estressado, o corpo pensa que está sob ataque e muda para o modo “lutar ou fugir”, liberando uma mistura complexa de hormônios e substâncias químicas como adrenalina, cortisol e norepinefrina para preparar o corpo para a ação física. Sabendo que, é preciso tomar cuidado para que o quadro não evolua para uma doença ainda mais grave, como a depressão ou a obesidade.
  • Gravidez Indesejada

    Gravidez não desejada é uma gravidez que é inoportuna, não planeada ou indesejada no momento da concepção pode ocorrer em todas as faixas etárias principalmente na adolescência. Apesar do turbilhão de emoções causado por uma gravidez indesejada, é preciso que você cuide de sua vida e faça boas escolhas. Para isso, você precisa se acalmar e buscar ver com clareza sua realidade, e o mais importante, procure ajuda de um profissional.
  • Transtorno Bipolar

    O transtorno bipolar é marcado pela alternância entre episódios de depressão e de euforia; as crises pode variar em intensidade, frequência e duração. O transtorno bipolar, também conhecido como doença maníaco-depressiva, é um transtorno cerebral que causa mudanças incomuns no humor, na energia, nos níveis de atividade e na capacidade de realizar as tarefas do dia-a-dia.
  • Vícios

    O vício em drogas causa danos à saúde e pode afastar um dependente químico de seu convívio social. A facilidade no acesso aos entorpecentes e a influência de outras pessoas que consomem essas substâncias fazem com que o viciado precise de ajuda para sair das drogas. Mas será que é possível deixar de usar drogas sozinho? O tratamento médico e a ajuda de outros profissionais podem ser dispensados em determinados casos? Mas pelas principais dificuldades, o melhor é procurar ajuda de um profissional.
  • Luto

    O ser humano não lida bem com o desconhecido. Costumamos temer tudo o que não dominamos muito bem ou nunca tivemos contato e, quando o assunto é morte, nossa reação não é diferente. É por isso que precisamos aprender também a lidar com o luto. O luto é um estado de espírito de introspecção, tristeza profunda e, em algumas casos, negação. Com a partida de pessoas especiais, é normal sentirmos que a nossa própria vida não tem mais sentido. A sensação da perda e do vazio causado pela morte nos leva ao sentimento de luto.
  • Questões Familiares

    A terapia familiar pode ser uma excelente alternativa para famílias que estão passando por momentos de conflitos e desarmonia. Nesse contexto, a família pode ser vista tanto em sua estrutura nuclear — pai, mãe e filhos — quanto em sua estrutura estendida, incluindo assim avós, primos, genros, noras, etc.
  • Depressão

    Depressão ou transtorno depressivo maior é uma doença comum e séria que afeta negativamente como você se sente, como pensa e como age. Contudo, felizmente também é tratável. A depressão provoca sentimentos de tristeza e/ou perda de interesse em atividades que em momentos anteriores traziam prazer. Pode levar a uma variedade de problemas emocionais e físicos e pode diminuir a capacidade de uma pessoa manter suas atividades normais no trabalho e em casa.
  • Síndrome do Pânico

    A síndrome do pânico é um tipo de transtorno de ansiedade no qual ocorrem crises inesperadas de desespero e medo intenso de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivo algum para isso ou sinais de perigo iminente. Quem sofre do Transtorno de Pânico sofre crises de medo agudo de modo recorrente e inesperado. Além disso, as crises são seguidas de preocupação persistente com a possibilidade de ter novos ataques e com as consequências desses ataques, seja dificultando a rotina do dia a dia, seja por medo de perder o controle, enlouquecer ou ter um ataque no coração.
  • Autoestima

    A autoestima pode afetar diretamente tudo o que fazemos, trabalho, vida social, estudos, etc, Conforme a auto-estima teremos uma forma específica de lidar com as pessoas, por exemplo uma pessoa de elevada auto estima poderá ser mais confiante, não terá medo de falar sobre qualquer assunto que precisar. Com auto-estima rebaixada pode ficar mais difícil se colocar quando precisa de ajuda, pois seu tom de voz poderá ser titubeante, e com esta postura será possível que seu colega não te atenda justamente por você não se colocar de forma convincente quanto a sua necessidade.
  • Violência

    A violência psicológica pode ser tão sutil que dificulta sua correta identificação. Muitas vezes, não deixa marcas visíveis, como a violência física. Envolve rejeição, desrespeito, depreciação, discriminação, humilhação, punições ou castigos exagerados, isolamento relacional, intimidação, domínio econômico, agressão verbal, subjugação (contenção, proibições, imposições, punições restritivas) e ameaças.
  • Transtorno obessesivo-compulsivo

    O Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC) é um transtorno comum, crônico e duradouro. É caracterizado pela presença de obsessões e/ou compulsões. O Transtorno Obsessivo Compulsivo é considerado uma doença mental grave. Ela está entre as dez maiores causas de incapacitação, de acordo com a Organização Mundial de Saúde. Estima-se que cerca de 4 milhões de brasileiros sofram com a doença.
  • Fobias

    Fobia é um tipo de perturbação da ansiedade caracterizado por medo ou aversão persistente a um objeto ou uma situação. As fobias geralmente causam o aparecimento súbito de medo e estão presentes por mais de seis meses. A pessoa afetada exerce grandes esforços para evitar a situação ou o objeto, geralmente a um grau superior em relação ao perigo real do próprio objeto ou situação. Quando não é possível o objeto ou a situação serem evitados, a pessoa afetada apresenta sinais acentuados de aflição. No caso de fobia ao sangue ou a ferimentos pode ocorrer desmaio, e no caso de agorafobia são comuns ataques de pânico.[6] Geralmente, um indivíduo apresenta fobias a diversos objetos ou situações.
  • Problemas Profissionais

    Dificuldade em trabalhar em equipe e de relacionamento com colegas de trabalho são os principais motivos de demissão dentro de uma empresa. Dependendo da profissão escolhida, é muito importante que você saiba lidar com pessoas de diferentes personalidades e opiniões. Você pode observar que podemos ter vários problemas no ambiente de trabalho como, problemas com colegas ou com o chefe, Infelicidade com a profissão, Trabalhar sob pressão, Desmotivação, Imprevistos e Fofocas, por isso é sempre importante buscar ajuda profissional para lidar com esses problemas.
  • Questões de Gênero e Sexualidade

    O gênero pode ser interpretado muitas vezes como um conceito abstrato, teórico e ideológico que sofre distorções que implicam, sutil ou intensamente, no cotidiano das relações sociais e estruturais da sociedade. Você pode não perceber diretamente, mas as relações de gênero estão o envolvendo o tempo todo e em todos os espaços – da sua relação consigo mesmo, no seu lar ou mesmo nas políticas públicas.

Tipos de atendimento

Individual
Focado no sujeito e suas demandas, de acordo com o ambiente em que se desenvolvem, seus sofrimentos e sua capacidade de mudança. Também pode estar focada em suas potencialidades e seu bem estar, sempre buscando o autoconhecimento do próprio paciente.
Para casais
O foco está na relação afetiva, funcional ou não, de duas pessoas que optaram por permanecer juntas. A terapia se desenvolve de acordo com a interação e demanda do casal e das partes em individual, trazendo o melhor para o relacionamento e para a vida a dois.
Familiar
O foco está na interrelação de dependência emocional entre os membros. O psicólogo faz a mediação para que as relações interpessoais cheias de sentimentos e intimidade, possam decorrer com mais harmonia e respeito.
LGBTQI+
O foco está na pessoa e na vida em família e em sociedade e em todas as demandas que são trazidas; mostrando respeito às escolhas, sem julgamento de valores e pré-conceitos.
Grupos
A psicoterapia foca no objetivo e nos interesses em comum dos participantes, que pode ou não tanto estar relacionado a sofrimento, como a crescimento pessoal ou aprendizado de novas habilidades.

Agendamento online

    Atendimento Personalizado
    Atendimento online ou presencial
    Psicologia e Psicoterapia
    Procure sempre um especialista
    Credibilidade e Confiança
    Seguimos todos os protocolos médicos profissionais